Brasileiro vai fazer ondas em Hong Kong

Pilotos brasileiros têm feito ondas em Hong Kong nos últimos anos e Ruan Maia está ansioso para enfrentar o desafio quando sua licença de corrida começar neste domingo em Sha Tin.

Jóquei bicampeão nas duas primeiras temporadas em Macau (2017/18 e 2018/19), Maia, que terminou em segundo lugar no campeonato de Singapura na época passada, sublinhou quinta-feira perante a imprensa que estar aqui é a concretização de um “ sonho “de longa data.

E, um plano traçado pelo jóquei três vezes campeão de Hong Kong, João Moreira, ajudou o jovem de 32 anos a entrar no desafiador caldeirão de corridas de Hong Kong, via Macau, mas como Moreira tem sucesso instantâneo em Cingapura.

“O plano era chegar a Hong Kong – conheço João Moreira desde que ele começou seu aprendizado no Brasil antes de ir para Cingapura e vir para Hong Kong, e é isso que estou fazendo por mim mesmo – fico muito grato pela oportunidade que me deram Macau e Singapura porque agora o meu sonho se tornou realidade ”, disse Maia.

“Para mim, as corridas de Hong Kong são as melhores do mundo e estou grato pela oportunidade. Farei o meu melhor e continuarei ansioso. Estou muito animado”, acrescentou.

Maia junta-se a Moreira e ao compatriota Vagner Borges como o terceiro brasileiro a integrar atualmente a lista do Hong Kong Jockey Club. Ele chega com mais de 600 vitórias em seu crédito, incluindo grandes sucessos em corridas de Macau e Cingapura, em particular com a MAC G1 Macau Gold Cup 2018 (1800m) a bordo do River Control e a MAC President’s Challenge Cup G1 2019 (1200m) a bordo Senhor Kaopu.

“Acho que a chave é trabalhar muito, dar o seu melhor e sempre aprender, porque acredito que você pode aprender algo novo todos os dias”, disse Maia.

As vitórias de alto nível da Maia em Singapura vieram a bordo do Aramaayo, aterrando na SIN G1 Kranji Mile 2020 (1600m) e na SIN G1 Raffles Cup 2020 (1600m).

“Tento aprender todos os dias observando os pilotos; Nunca desisto porque sei que posso aprender mais ”, disse Maia.

Ele teve sua melhor seqüência de sete vitórias em uma única partida em agosto passado em Kranji e terminou sua primeira temporada em Leon City com 62 vitórias e uma taxa de acertos de 17,7%, selando firmemente o segundo lugar no campeonato.

“Em Macau, o meu melhor tempo anterior foi de quatro vencedores num dia, quando aconteceu em Singapura foi simplesmente incrível.

“O João (Moreira) manda-me uma mensagem de texto a dizer-me para aproveitar este momento porque tu mereces”, disse Maia.

Moreira venceu oito corridas em oito corridas em Kranji em setembro de 2013 antes de chegar a Hong Kong no mês seguinte para terminar em segundo no campeonato daquele ano, com 97 vitórias.

Mas, antes de suas façanhas na Ásia, tudo começou para Maia no Brasil nas costas dos cavalos da fazenda de seu pai.

“Quando eu era criança, meu pai tinha cavalos de fazenda, comecei a montá-los e conheci um dono curitibano que me perguntou se eu queria tentar ser jóquei.

“Fui olhar e ver o que era o hipismo e achei uma profissão incrível, aí comecei o meu aprendizado em Curitiba, o mesmo lugar de João Moreira”, disse Maia.

“Aconteceu antes de mim e depois me mudei para São Paulo, foi quando me tornei piloto sênior”, acrescentou.

E, Maia, que fala português, tem lutado para absorver a língua inglesa.

“É muito importante que um cavaleiro (fale inglês), porque os treinadores ou donos têm mais confiança ao ouvir falar do cavalo em inglês.

“Para os pilotos brasileiros é muito difícil aprender inglês porque quando você se move não fala a língua, mas todos os dias faço o meu melhor para aprender mais, tanto Macau como Singapura me ajudaram,” disse Maia.

Maia já havia corrido em Hong Kong no dia da corrida do Troféu Hong Kong Macau 2018 de Sha Tin, seu melhor resultado em seis corridas, um segundo lugar sobre o California Joy para o treinador Tony Cruz, falhado por uma cabeça.

“No momento, posso andar de 118 libras porque não quero me esforçar muito depois de 21 dias de quarentena; Não é fácil quando você precisa perder peso, então começarei a pedalar 58 quilos, mas em algumas semanas você estará confortável com 46 quilos ”, disse Maia.

Maia iniciará sua campanha neste domingo com oito atrações em Sha Tin e espera estar no centro da ação, ao invés de assistir de longe na quarentena obrigatória do hotel.

“Fiquei animado para ver as corridas de Happy Valley do meu quarto de hotel, mas agora estou ansioso para participar, estou feliz, a quarentena não foi fácil, mas passei. Estou ansioso para participar. este fim de semana.

“Tive sorte, o Jockey Club de Hong Kong colocou uma esteira no meu quarto para que eu pudesse correr todos os dias para manter minha condição física e meu peso, então lentamente superei isso, me sinto bem agora para começar a trabalhar”, disse Maia .

Maia está licenciada até o final desta temporada, e sua primeira viagem acontece na abertura deste domingo (28 de fevereiro) a bordo do Who’s Horse para o técnico Tony Cruz na Classe 5 Yuen Shin Handicap (1200m).

“Não me preocupo com os objetivos, apenas deixo as coisas correrem naturalmente, é mais importante, é claro que você anseia pelas corridas da copa ou pelos vencedores, mas não gosto de falar sobre isso antes de começar a correr, eu deixe as coisas acontecerem naturalmente ”, disse Maia.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply


Copyright © arturhoje.com.br.
arturhoje.com.br is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
Artur Hoje