Como corredores globais em busca de vacinas, Bolsonaro atua em dois modos: negação e estranho, World News

O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu, o presidente israelense Reuven Rivlin, o ministro da Saúde da Arábia Saudita Tawfiq al-Rabiah e o vice-presidente dos Estados Unidos Mike Pence estão entre a lista de líderes mundiais que foram atingidos por coronavírus na câmara para inspirar confiança na mente das pessoas.

Em outro mundo do Brasil, milhares se reuniram para as famosas praias do Rio de Janeiro quando o verão começa no hemisfério sul.

Veja |

Essas pessoas não usam máscara nem mantêm distanciamento social, são apenas jogos de voleibol e muitos guarda-chuvas.

Leia também | As mulheres podem crescer barbas depois de receber a vacina da Pfizer: Jair Bolsonaro

Esta é uma cena em um país cujo presidente nega a pandemia desde sempre.

O presidente Jair Bolsonar é apelidado de Trump das questões, mas compará-lo ao presidente Donald Trump não seria mais apropriado.

Bolsonaro está em uma liga própria quando se trata de negar a gravidade desta pandemia.

Quando o Brasil se tornou o segundo país mais infectado do mundo, comia cachorro-quente e bebia refrigerante, insistindo que o país não pode se dar ao luxo de impor um bloqueio.

Isso levou vários brasileiros a exigir um bloqueio e, para contrariar esses movimentos, o Bolsonrao organizou manifestações anti-bloqueio.

Bolsonaro participou desses comícios onde posou para selfies e abraçou crianças pequenas.

E agora, quando há esperança de ver o fim dessa pandemia com o lançamento das vacinas, o presidente brasileiro diz que não vai se vacinar.

Você diz que já teve o vírus e desenvolveu anticorpos, então por que deveria se vacinar novamente?

“Se você não quer ser tratado, você tem o direito de não ser tratado. Eu decido, por exemplo, não fazer quimioterapia e decido morrer, é problema meu. E nós do governo federal já informamos, assim que as vacinas forem aprovada pela ANVISA (Agência de Regulação Sanitária), a vacina vai ser oferecida a todos, mas quem não quiser não precisa. Eu não vou tomar. Tem gente que fala que estou dando mau exemplo, que fala que sou idiota, Eu já tinha o vírus, tenho os anticorpos, por que tomar a vacina de novo ”, disse Bolsonaro.

A negação já é ruim e agora Bolonaro está semeando ceticismo ao falar sobre os possíveis efeitos colaterais dessa vacina.

Em uma das declarações mais estranhas, Bolsonaro disse que existe a possibilidade de que a vacina transforme as pessoas em crocodilos e faça com que as mulheres cresçam barbas e os homens falem como mulheres.

Ele disse que se isso acontecer, não será culpa dele.

“E outra coisa que precisa ficar bem claro aqui é que lá, na Pfizer, está bem claro no contrato: ‘não somos responsáveis ​​por nenhum efeito colateral’. Se você virar jacaré, o problema é seu; eu não vou falar de outro animal porque não seria sensato (na gíria brasileira, a palavra cervo significa gay), se você virar um super-homem, se algumas mulheres começarem a crescer a barba ou se alguns homens começarem a falar como mulheres. Pode ser minha culpa. Ou pior, eles estão brincando com nosso sistema imunológico. Como você pode forçar alguém a se vacinar que ainda não completou a terceira fase? ”, disse.

Estas são as palavras de um chefe de Estado que está propagando essas teorias malucas e o público responde com aplausos.

O Brasil é o terceiro país mais afetado do mundo e líderes, incluindo Trump, começaram a levar a sério a pandemia.

Mas, Bolsonaro continua acreditando em outra realidade.

Tudo o que podemos dizer para concluir é que é melhor deixar crescer a barba ou até mesmo se transformar em um crocodilo do que estar morto.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply


Copyright © arturhoje.com.br.
arturhoje.com.br is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
Artur Hoje