Willian: Meio-campista do Arsenal submetido a abusos raciais nas redes sociais

Willian joga na Inglaterra desde 2013, tendo estado anteriormente no Chelsea.

O meio-campista do Arsenal, Willian, revelou que recebeu insultos racistas nas redes sociais.

O internacional brasileiro de 32 anos compartilhou imagens de mensagens abusivas enviadas a ele no Instagram.

“Não podemos e não permitiremos que o abuso racista e odioso se torne uma parte normal do jogo”, disse o Arsenal.

Na semana passada, Anthony Martial, do Manchester United, foi agredido no Instagram e Eddie Nketiah, do Arsenal, foi atacado no Twitter.

Um porta-voz do Twitter disse que a conta responsável por postar o abuso de Nketiah foi “permanentemente suspensa”.

Foi a segunda vez em três semanas que Martial sofreu abusos, enquanto seus companheiros de equipe Marcus Rashford e Axel Tuanzebe também enfrentaram o racismo online.

O Manchester United disse que sua posição não mudou desde um comunicado divulgado no final de janeiro, quando disseram estar “enojados” com o abuso e pediram às plataformas de mídia social e às autoridades regulatórias “que reforcem as medidas para prevenir esse tipo de abuso”.

Willian mostrou a seus seguidores no Instagram tópicos de mensagens diretas de dois usuários diferentes enviando abusos racistas, em três mensagens separadas.

O ex-jogador do Chelsea escreveu ao lado das mensagens: “Algo deve mudar! A luta contra o racismo continua.”

Um porta-voz do Arsenal acrescentou: “Devemos todos trabalhar juntos para eliminar esse comportamento. Isso inclui clubes, órgãos de governo, torcedores, mídia e políticos; mas isso requer a ajuda e o compromisso das empresas de mídia social.”

“Estamos empenhados em usar nossa voz e nossa rede para fortalecer as medidas e ações tomadas pelas autoridades competentes para punir os responsáveis ​​por esse abuso que afeta a todos nós. Quando uma pessoa é descoberta como membro do Arsenal, ela será banida. ”

Na quinta-feira, o CEO do Arsenal, Vinai Venkatesham, disse que o abuso nas redes sociais contra jogadores e dirigentes é “o maior problema no jogo agora”.

O árbitro da Premier League Mike Dean notificou a polícia depois que sua família recebeu uma série de ameaças, incluindo ameaças de morte e mensagens abusivas.

No início deste mês, o Facebook, dono do Instagram, disse que não iria banir um usuário que abusasse racialmente de Yan Dhanda de Swansea.

O asiático britânico Dhanda, de 22 anos, foi abusado no Instagram depois de seu lado Derrota da FA Cup pelo Manchester City em 10 de fevereiro.

Nesse caso, o Facebook disse ter impedido temporariamente o usuário de enviar mensagens ao Instagram.

Em 7 de fevereiro, o zagueiro do Chelsea Antonio Rudiger disse que foi submetido a “imensos” abusos racistas nas redes sociais.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply


Copyright © arturhoje.com.br.
arturhoje.com.br is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
Artur Hoje